quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Banhos de bruxa atraem boas vibrações na virada do ano




Minha Vida

As receitas mágicas chamam dinheiro e ajudam na conquista de um novo amor


Na virada do ano, os desejos ganham ainda mais força. A vontade de conquistar um novo amor, o sonho de tirar a conta bancária do vermelho e as promessas para espantar os invejosos são alguns dos pedidos mais comuns nesta época. Penando nisso, a bruxa Tânia Gori ensina uma série de banhos que facilitam a materialização dos seus projetos. Fundadora da Universidade Livre Holística Casa de Bruxa, ela conhece a mistura dos ingredientes certos em cada uma das situações. Para todas as receitas, prefira usar água mineral e separe uma panela própria para suas magias.

Banho de Amor com Quartzo Rosa
Este banho é maravilhoso para fazer sua aura brilhar, atraindo um amor sincero e que traga felicidade.

6 quartzos rosa
2 laranjas picadas sem casca
1 cálice de champagne
1 colher de café de mel
2 pedaços pequenos de canela
6 pétalas de rosa vermelha
6 rosas vermelhas

Modo de Fazer: coloque os quartzo rosa, as laranjas, o champagne, o mel e a canela na água até amornar. Após a água alcançar a temperatura ideal para sua pele, retire do fogo e coloque as rosas. Use o processo de infusão, ou seja, assim que colocar as flores abafe com um prato ou com a tampa da panela por dois ou quatro minutos. Tire as pedras e use o banho da cabeça aos pés.

Banho para afastar inveja
Cânfora
Louro
Alfazema
Manjericão
Pinho
Eucalipto
Alecrim

Modo de fazer: Pegue a quantidade que sua intuição mandar de cada um dos ingredientes. Esquente água até a temperatura que lhe agrade e coloque as ervas em processo de infusão. Lave do pescoço para baixo.

Banho para atrair o amor
Flor de Laranjeira
Lavanda
Gardênia
Alecrim
Pétalas de Rosas
Gengibre

Modo de fazer: Pegue a quantidade que sua intuição mandar de cada um dos ingredientes. Esquente água até a temperatura que lhe agrade e coloque as ervas em processo de infusão. Lave do pescoço para baixo.

Banho de Prosperidade
8 Piritas
8 girassóis

Modo de fazer: Coloque as pedras numa panela e esquente a água até a temperatura ideal para você. Ponha as flores e faça uma infusão. Deixe por uns 10 minutos, retire as pedras e jogue o banho do pescoço para baixo.

Banho para aumentar a auto-estima e ter mais energia)
Casca de Alho
Coentro
Hibisco
Malva
Manjericão
Mirra
Poejo
Mel
Glitter vermelho

Modo de fazer: Pegue a quantidade que sua intuição mandar de cada um dos ingredientes. Esquente água até a temperatura que lhe agrade e coloque as ervas em processo de infusão. Deixe por uns minutos e jogue a mistura do pescoço para baixo.

Banho para paz e harmonia interna
2 polpas de maracujá
Camomila
Hortelã
Erva Cidreira
Capim Cidrão
Mel

Modo de fazer: Pegue a quantidade que sua intuição mandar de cada uma das ervas e de mel. Esquente água até a temperatura que lhe agrade e deixe tudo em infusão. Jogue o banho do pescoço para baixo.

Banho para equilibrar sua saúde
Castanha-do-Pará
Eucalipto
Cedro
Sálvia
Sândalo
Manjericão

Modo de fazer: Pegue a quantidade que sua intuição mandar de cada um dos ingredientes. Esquente água até a temperatura que lhe agrade e deixe tudo em infusão. Jogue o banho do pescoço para baixo.

Banho do Perdão
Um punhado de Calêndula (Flor)
Um punhado de Crisântemo
Um punhado de Boldo do Chile
Um punhado de Carqueja

Modo de fazer: Misture todos os ingredientes numa panela e deixe em processo de infusão. Use a mistura em forma de banho, do pescoço para baixo, como escalda-pés.

Banho para despertar o poder do prazer
Durante três noites de Lua Cheia deixe em uma garrafa azul um litro de água, tomando sereno. Após esse período acrescente açúcar, sal, mel, colorau, calêndula, camomila, canela, essência de morango, essência de chocolate, essência de baunilha e nove tipos de flores diferentes, a seu critério. Ferva por 9 minutos e consagre à Lua Cheia. Tome o banho do pescoço para baixo.

Evangelho do dia 31/12/2009

Quinta-Feira, 31 de Dezembro de 2009
7º Dia na Oitava do Natal

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. 2No princípio, estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela e sem ela nada se fez de tudo que foi feito. 4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la.
6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano.
10A Palavra estava no mundo – e o mundo foi feito por meio dela – mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram. 12Mas, a todos os que a receberam, deu-
-lhes capacidade de se tornar filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo.
14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho uni­gênito, cheio de graça e de verdade. 15Dele, João dá testemunho, clamando: “Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim”. 16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo. 18A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Um Belo Pensamento





"E assim, depois de muito esperar, um dia como outro qualquer, decidi triunfar.
Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.
Decidi encontrar uma solução.
Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.
Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.
Decidi cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz. Aquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar.
Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez
eu nunca tenha sido.
Deixei de me importar com quem ganha ou perde, agora, me importa simplesmente saber melhor o que fazer.
Aprendi que o dífícil não é chegar lá em cima é deixar de subir.
Aprendi que o melhor triunfo que posso ter é ter o direito
de chamar alguém de "amigo"..
Descobri que o amor mais do que um simples estado de enamoramento,
"o amor é uma filosofia de vida".
Aquele dia deixei de ser um reflexo de meus escassos triunfos passados e passei a ser minha própria tênue luz deste presente.
Aprendi de que nada serve ser luz se não vai iluminar o caminho dos demais.
Daquele dia, decidi trocar tantas coisas...
Naquele dia aprendi que os sonhos são sementes para fazer-se a realidade.
E, desde aquele dia, já não durmo para descansar.
Agora simplesmente durmo para sonhar ..."

Walt Disney

Amizade

Momentos de reflexão



O homem é um ser gregário por natureza.

Ele sente necessidade de convívio e contato com os semelhantes.

Justamente por isso, estabelece vínculos ao longo de sua vida.

Muitos desses vínculos são praticamente automáticos, como os que decorrem da estrutura familiar.

Contudo, algumas ligações originam-se apenas de afinidade e simpatia.

A amizade é uma forma de afeto muito peculiar.

Habitualmente, afirma-se que os amigos são a família que se escolheu.

A nobreza da amizade foi revelada pelo próprio cristo.

Em determinada passagem do evangelho, o mestre afirmou que não mais chamava os apóstolos de servos.

Chamava-os de amigos, pois lhes havia dado a conhecer o que ouvira do pai.

Jesus ofertara aos Seus discípulos o que de melhor possuía: A luz de Seus ensinamentos e o calor de Seu afeto.

Isso é o que caracteriza a amizade: A partilha do melhor de nosso ser.

A amizade não envolve posse, exclusivismos ou busca de vantagens.

Nada obriga a manutenção dos laços de amizade. É a expressão mais fraterna dos sentimentos.

Procura-se estar próximo ao semelhante apenas pelo prazer de sua companhia.

Por ser tão precioso, esse vínculo deve ser bem cuidado.

Conquistar amigos pode ser mais fácil do que preservá-los.

Na aquisição de afetos, o carisma pessoal auxilia bastante. Mas a manutenção do vínculo exige dedicação. É necessário dispor-se a gastar algum tempo no cultivo do afeto que se granjeou. Entretanto, o comportamento nobre e leal também se faz imprescindível.

A manutenção dos amigos pouco tem a ver com lições de etiqueta ou boas maneiras.

Tais recursos muitas vezes apenas escondem o real caráter de quem aparenta afabilidade. Relevante mesmo é burilar o próprio modo de ser, desenvolvendo nobreza e cordialidade.

Considerando essa realidade, há inúmeras atitudes que se devem evitar no trato com os amigos.

A agressividade, em palavras ou gestos, surpreende negativamente nossos afetos.

A negligência, consistente em dar pouca importância à presença e à palavra dos companheiros, faz com que não mais nos procurem.

A irritação contínua torna nossa companhia enfadonha.

A lamentação constante também converte nossa presença em um fardo pesado.

É preciso considerar que os outros também têm problemas.

Importa, pois, cultivar a jovialidade.

Ocultar as próprias dores, para não afligir inutilmente os semelhantes, é uma forma de caridade.

Assim, reflita sobre a importância dos amigos em sua vida.

Pense como eles lhe trazem alegria e tornam seu viver mais leve.

Lembre-se do exemplo do Cristo, que deu o melhor de si aos companheiros que escolheu.

Não gaste os preciosos momentos que passa com seus amigos em futilidades, reclamações ou baixezas.

Dê-lhes o seu melhor.

Torne sua companhia uma fonte de equilíbrio, alegria e bem-estar.

Mostre-se confiável e disposto, quando necessitarem de você.

Ame-os, com pureza e desinteressadamente.

Afinal, amigos leais e calorosos são um dos maiores tesouros que se pode conquistar.

A fé transpõe todos os obstáculos

0909091

A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo pode transpor qualquer obstáculo na nossa vida. Precisamos seguir sempre em frente, sem jamais desanimar nem ficar presos ao passado. Olhemos para frente, olhemos para o alto, “onde está Cristo sentado à direita de Deus” (Cl 3,1b).
Somente caminhando à luz da fé somos capazes de enxergar para além das dificuldades e das limitações humanas. Sem o olhar da fé, desanimamos. Precisamos ter a mesma postura de Abraão, que: “Diante da promessa divina, não duvidou por falta de fé, mas revigorou-se, na fé e deu glória a Deus, convencido de que Deus tem poder para cumprir o que prometeu” (Rm 4,20-21).
O Senhor tem muitas promessas para a nossa vida e precisamos acolhê-las na fé, como Abraão as acolheu e “esta atitude de fé lhe foi creditada como justiça”.
Peçamos, hoje, ao Espírito Santo que revigore nossa fé. Caminhemos na certeza de que sempre a graça de Deus é muito maior do que os nossos limites e fraquezas; e unidos a Ele esforcemo-nos para viver santamente em cada momento ao longo do dia, mesmo quando tudo parecer desencontrado.
Senhor, queremos hoje confiar em Ti e caminhar Contigo.
Jesus, eu confio em Vós!

Evangelho do dia 30/12/2009

Quarta-Feira, 30 de Dezembro de 2009
6º Dia na Oitava do Natal

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 36havia também uma profetisa, chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada; quando jovem, tinha sido casada e vivera sete anos com o marido.
37Depois ficara viúva, e agora já estava com oitenta e quatro anos. Não saía do Templo, dia e noite servindo a Deus com jejuns e orações. 38Ana chegou nesse momento e pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém. 39Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galileia, para Nazaré, sua cidade. 40O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Contemos hoje especialmente com Nossa Senhora

luzia santiago
080909

Hoje é dia de festa na Igreja, porque celebramos o nascimento da Virgem Maria. Certamente hoje, de modo especial, ela quer visitar a cada um de nós particularmente. Da mesma forma que ela visitou a sua prima Isabel, grávida de João Batista, e ambos ficaram cheios do Espírito Santo, também é desejo da Santíssima Virgem que sejamos cheios do mesmo Espírito Santo.
“Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo” (Lucas 1,41).
Rezemos assim ao longo de todo este dia: Vinde, Espírito Santo, vinde por meio da poderosíssima intercessão do imaculado coração de Maria. Confiemos na materna proteção da Virgem Maria e peçamos a ela que nos ensine a confiar em Jesus.
“À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita”.
Invoquemos, ao longo de todo este dia, a poderosa intercessão da Virgem Maria sobre toda a nossa vida e sobre a nossa família.
Jesus, eu confio em Vós!

Evangelho do dia 29/12/2009

Terça-Feira, 29 de Dezembro de 2009
5º Dia na Oitava do Natal

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

22Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho, conforme a Lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor. 23Conforme está escrito na Lei do Senhor: “Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor”. 24Foram também oferecer o sacrifício – um par de rolas ou dois pombinhos – como está ordenado na Lei do Senhor. 25Em Jerusalém, havia um homem chamado Si­meão, o qual era justo e piedoso, 26e esperava a consolação do povo de Israel. O Espírito Santo estava com ele e lhe havia anunciado que não morreria antes de ver o Messias que vem do Senhor.
27Movido pelo Espírito, Simeão veio ao Templo. Quando os pais trouxeram o menino Jesus para cumprir o que a Lei ordenava, 28Simeão tomou o menino nos braços e bendisse a Deus: 29 “Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar teu servo partir em paz; 30porque meus olhos viram a tua salvação, 31que preparaste diante de todos os povos: 32luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel”.
33O pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele. 34Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: “Este menino vai ser causa tanto de queda como de re-erguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. 35Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

ORAÇÃO




Obrigado, Pai, por me dar uma janela ao seu coração através da vida e ministério de Jesus. Por favor, abençoe-me na minha busca de Lhe conhecer melhor através do processo de conhecer, entender e
seguir Jesus com mais paixão. Oro no nome do seu Filho, Jesus Cristo, meu Senhor. Amém.

PENSAMENTO

Jesus é a maior mensagem de Deus. Ele não apenas proclama e
declara o amor, a misericórdia e a graça de Deus, como também os
faz conhecidos. Somente Jesus pode nos mostrar Deus completamente,
porque ele é um com o Pai. Quando nós “vemos” Jesus ministrando nos
Evangelhos, vemos Deus. Se queremos saber o que Deus sente por nós,
é só olhar como Jesus ministra aos outros. Se queremos saber o que
Deus faria por nós, podemos notar o que Jesus faz para abençoar
outros. Jesus é a nossa janela ao coração do Pai. Então, ao fechar
este ano, e como você está no arrebol do Natal, por quê não fazer
um compromisso para conhecer Jesus melhor no ano que está chegando,
passando mais tempo com ele nos Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e
João). Se fizer isto, conhecerá Deus melhor!

Milhares reunidos em defesa da Família

www.rr.pt


“Não há futuro para o mundo sem a família cristã”. Foi esta a mensagem do Cardeal de Madrid na homilia da Eucaristia que juntou vários milhares de pessoas na capital espanhola.

“O futuro da Europa, o seu futuro moral, espiritual e biológico passa pela família”, disse D. Rouco Varela na “Jornada de Oração pela Família”.
O Cardeal aproveitou esta ocasião para criticar o “suposto direito ao aborto” e aquilo que chamou “a facilitação jurídica do divórcio”. Voltou também a reafirmar que o casamento se faz com a união entre um homem e uma mulher.
D. Rouco Varela acrescentou ainda que pode ficar em perigo a vida de pessoas com incapacidades várias, dos doentes terminais e dos idosos, sem o apoio da família tradicional.
Entre os muitos milhares de participantes estavam pessoas vindas de Portugal, Itália, França, Alemanha, Croácia, Itália, Áustria o Polónia.
Um dos pontos altos da cerimónia foi a transmissão da mensagem de Bento XVI no Angelus que referiu que a família é o núcleo essencial da sociedade e do desenvolvimento.

Sem medo do contato com fiéis

28 de dezembro de 2009

DEPOIS DO TOMBO
Três dias depois de ser derrubado por mulher com problemas mentais, papa Bento XVI saiu às ruas

O Papa deu uma mostra ontem de que o incidente da véspera de Natal não o fará abrir mão do contato direto com os fiéis.

T rês dias após ser derrubado no chão por uma mulher suíço-italiana com problemas mentais, na véspera de Natal, Bento XVI foi almoçar na comunidade de Santo Egídio, entidade que presta assistência a sem-teto, no bairro popular de Trastevere, em Roma. Sorridente, o Pontífice passou algum tempo cumprimentando as crianças que esperavam por ele atrás do cordão de isolamento, para em seguida saudar a multidão. Porém, a escolta que levou Bento XVI ao encontro foi maior do que a normal.

O chefe da Igreja Católica foi recebido pelo fundador da comunidade, Andrea Riccardi, e almoçou com mais 150 pessoas no refeitório do local, onde são servidas 1,2 mil refeições por dia – 75% delas a estrangeiros sem-teto. Na quinta-feira, o Papa caiu no chão depois de ser agarrado pela suíço-italiana Susanna Maiolo, 25 anos. Na confusão, o cardeal francês Roger Etchegaray, 87 anos, sofreu uma fratura de fêmur. Ele foi operado ontem com sucesso, conforme o Vaticano.

Santos Inocentes

28 de dezembro


Somente a monstruosidade de uma mente assassina, cruel e desumana, poderia conceber o plano executado pelo sanguinário rei Herodes: eliminar todas os meninos nascidos no mesmo período do nascimento de Jesus para evitar que vivesse o rei dos judeus. Pois foi isso que esse tirano arquitetou e fez.

Impossível calcular o número de crianças arrancadas dos braços maternos e depois trucidadas. Todos esses pequeninos se tornaram os "santos inocentes", cultuados e venerados pelo Povo de Deus. Eles tiveram seu sangue derramado em nome de Cristo, sem nem mesmo poderem "confessar" sua crença.

Quem narrou para a história foi o apóstolo Mateus, em seu Evangelho. Os reis magos procuraram Herodes, perguntando onde poderiam encontrar o recém-nascido rei dos judeus para saudá-lo. O rei consultou, então, os sacerdotes e sábios do reino, obtendo a resposta de que ele teria nascido em Belém de Judá, Palestina.

Herodes, fingindo apoiar os magos em sua missão, pediu-lhes que, depois de encontrarem o "tal rei dos judeus", voltassem e lhe dessem notícias confirmando o fato e o local onde poderia ser encontrado, pois "também queria adorá-lo".

Claro que os reis do Oriente não traíram Jesus. Depois de visitá-lo na manjedoura, um anjo os visitou em sonho avisando que o Menino-Deus corria perigo de vida e que deveriam voltar para suas terras por outro caminho. O encontro com o rei Herodes devia ser evitado.

Eles ouviram e obedeceram. Mas o tirano, ao perceber que havia sido enganado, decretou a morte de todos os meninos com menos de dois anos de idade nascidos na região. O decreto foi executado à risca pelos soldados do seu exército.

A festa aos Santos Inocentes acontece desde o século IV. O culto foi confirmado pelo papa Pio V, agora santo, para marcar o cumprimento de uma das mais antigas profecias, revelada pelo profeta Jeremias: a de que "Raquel choraria a morte de seus filhos" quando o Messias chegasse.

Esses pequeninos inocentes de tenra idade, de alma pura, escreveram a primeira página do álbum de ouro dos mártires cristãos e mereceram a glória eterna, segundo a promessa de Jesus. A Igreja preferiu indicar a festa dos Santos Inocentes para o dia 28 de dezembro por ser uma data próxima à Natividade de Jesus, uma vez que tudo aconteceu após a visita dos reis magos. A escolha foi proposital, pois quis que os Santinhos Inocentes alegrassem, com sua presença, a manjedoura do Menino Jesus.

Natal em Belém: quando houver paz, será verdadeiramente “Terra Santa”

Zenit

Homilia do patriarca latino de Jerusalém na noite de Natal

BELÉM, sexta-feira, 25 de dezembro de 2009 (ZENIT.org).- Quando chegar a paz, esta região do Oriente Médio poderá ser chamada verdadeiramente de “Terra Santa”, afirmou o patriarca latino de Jerusalém, Sua Beatitude Fouad Twal, durante a missa da noite de Natal em Belém.

Sua mensagem converteu-se em um pedido a todos os crentes do mundo para que rezem pela terra de Jesus.

Entre 50 e 70 mil turistas e peregrinos vieram à Terra Santa neste Natal, segundo informações da Custódia Franscicana.

“É uma terra que sofre e que espera. Seus habitantes vivem como irmãos inimigos. Quando compreenderemos que uma terra só merece o qualificativo de ‘santa’ quando o homem que nela vive se converte em santo?”, questionou.

“Esta terra só merecerá verdadeiramente o qualificativo de ‘santa’ quando pudermos respirar a liberdade, a justiça, o amor, a reconciliação, a paz e a segurança”, afirmou durante a celebração na igreja de Santa Catarina, adjacente à basílica da Natividade.

“Ao ver os sofrimentos do mundo, os conflitos de interesse, a mentira, a corrida armamentista e a posse de armas de destruição, assim como as crianças sem teto abandonadas nos campos de refugiados, peçamos ao Menino de Belém que sobre esta terra surja o sol da justiça, de amor e de vida, para expulsar o espectro da morte e da destruição”, concluiu.

Semeemos a paz onde estivermos

040909

Precisamos colocar a paz como estaca no nosso lar, no nosso trabalho, nos nossos sentimentos, para que o demônio não tenha poder sobre nossa vida e Deus passe a ser nossa vitória.
Antes de nos aproximarmos do Senhor – em função das graças de que necessitamos –, é preciso acolhermos o Seu amor, decidindo-nos pela Sua salvação. Sobretudo, façamos a experiência do amor de Deus Pai e da confiança na Sua bondade infinita.
Quanto mais próximos do Altíssimo estivermos, tanto mais cheios de esperança seremos. Quanto mais íntimos estivermos do Senhor, tanto mais fácil será semear a paz.
Deixe a graça do Todo-poderoso agir em você, plante a semente da paz e regue-a com o Espírito Santo, plante a fé e a oração também com a certeza de que é o Senhor quem as fará crescer.
Não se esqueça de que somente a verdadeira paz pode construir um coração extremamente aberto à vontade divina.
Jesus, eu confio em Vós!

Evangelho do dia 28/12/2009

Segunda-Feira, 28 de Dezembro de 2009
Santos Inocentes


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

13Depois que os magos partiram, o Anjo do Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse: “Levanta-te, pega o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu te avise! Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo”. 14José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe, e partiu para o Egito. 15Ali ficou até a morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Do Egito chamei o meu Filho”. 16Quando Herodes percebeu que os magos o haviam enganado, ficou muito furioso. Mandou matar todos os meninos de Belém e de todo o território vizinho, de dois anos para baixo, exatamente conforme o tempo indicado pelos magos. 17Então se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias: 18“Ouviu-se um grito em Ramá, choro e grande lamento: é Raquel que chora seus filhos, e não quer ser consolada, porque eles não existem mais”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Natal de Paz






Que estes votos ecoem sonoros,
em todos os lares do nosso planeta globalizado
acordando o autor de um novo tempo de muita paz, fraternidade e harmonia.

Que nossas vozes se unam em coro para dizer a todas as pessoas que um outro Natal chegou carregado de mensagens de amor, esperança, justiça e solidariedade.

Que este Natal interligue as famílias, povos, raças, línguas e nações da terra para entoarmos em tom harmonioso o hino da compreensão e do perdão:
"Glória a Deus nas alturas e paz na terra a todas as pessoas que têm boa vontade".

É Natal! Festa da vida, da alegria e da família,
por isso lhe desejo, com toda ternura, um Natal de paz e amor!


Celina Helena

São João

27 de dezembro
Paulinas



É muito difícil imaginar que esse autor do quarto evangelho e do Apocalípse tenha sido considerado inculto e não douto. Mas foi dessa forma que o sinédrio classificou João, o apóstolo e evangelista, conhecido como "o discípulo que Jesus amava". Ele foi o único apóstolo que esteve com Jesus até a sua morte na cruz.

João era um dos mais jovens apóstolos de Cristo, irmão do discípulo Tiago Maior, ambos filhos de Zebedeu, rico pescador da Betsaida, e de Salomé, uma das mulheres que colaboravam com os discípulos de Jesus. Assim como seu pai, João era pescador, e teve como mestre João Batista, o qual, depois, o enviou a Jesus. João, Tiago Maior, Pedro e André foram os quatro discípulos que mais participaram do cotidiano de Jesus.

Costuma ser definido, entre os apóstolos, como homem de elevação espiritual, mais propenso à contemplação do que à ação. Apesar desse temperamento, foi incumbido por Jesus com o maior número de encargos, estando presente em quase todos os momentos e eventos narrados na Bíblia. Estava presente, por exemplo, quando ressuscitou a filha de Jairo, na Transfiguração de Jesus e na sua aflição no Getsêmani. Também na última ceia, durante o processo e, como vimos, foi o único na hora final. Na cruz, Jesus, vendo-o ao lado da Virgem, lhe confiou a tarefa de cuidar da Mãe, Maria.

Os detalhes que se conhece revelam que, após o Pentecostes, João ficou pregando em Jerusalém. Participou do Concílio de Jerusalém, depois, com Pedro, se transferiu para a Samaria. Mas logo foi viver em Éfeso, na companhia de Nossa Senhora. Dessa cidade, organizou e orientou muitas igrejas da Ásia. Durante o governo do imperador Domiciano, foi preso e exilado na ilha de Patmos, na Grécia, onde escreveu o quarto evangelho, o Apocalipse e as epístolas aos cristãos.

Diz a tradição que, antes de o imperador Domiciano exilar João, ele teria sido jogado dentro de um caldeirão de óleo fervente. Mas saiu ileso, vivo, sem nenhuma queimadura. João morreu, após muito sofrimento por todas as perseguições que sofreu durante sua vida, por pregar a Palavra de Deus, e foi sepultado em Éfeso. Tinha noventa anos de idade.

O evangelho de João fala dos mistérios de Jesus, mostrando os discursos do Mestre com uma visão mais aguçada, mais profunda. Enquanto os outros três descrevem Jesus em ação, João nos revela Jesus em comunhão e meditação, ou seja, em toda a sua espiritualidade. Os primeiros escritos de João foram encontrados em fragmentos de papiros no Egito, por isso alguns estudiosos acreditam que ele tenha visitado essas regiões.

Magistratura vaticana decidirá sobre mulher que derrubou o Papa


Agência ANSA

VATICANO - O porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, informou que a suíço-italiana Susanna Maiolo, que na quinta-feira causou um pequeno tumulto ao derrubar o papa Bento XVI momentos antes da Missa do Galo, será submetida à magistratura vaticana, à qual caberá decidir sobre eventuais punições.

O caso, disse o sacerdote, permanece sob a jurisdição da magistratura vaticana, e caberá ao promotor de justiça decidir, nos próximos dias, o que será feito, considerando os informes da polícia e dos médicos que atenderam Maiolo.

A suíço-italiana, que foi presa logo após o incidente e transferida a um centro médico, está agora no hospital Angelucci di Subiaco, a 70 quilômetros de Roma, onde é submetida a um tratamento psiquiátrico obrigatório e deverá permanecer por pelo menos uma semana.

Na quinta-feira, noite de Natal, ela conseguiu saltar a divisão que isolava o espaço destinado aos fiéis e avançou na direção do Papa, que se aproximava do altar da Basílica de São Pedro para rezar a missa.

Embora tenha sido interceptada por um segurança, ela pôde puxar Bento XVI, que foi ao chão. Apesar do susto, o Santo Padre, de 82 anos, reergueu-se rapidamente e presidiu a celebração sem qualquer contratempo.

No entanto, o cardeal francês Roger Etchegaray, que tem 87 anos e também caiu na confusão, quebrou o fêmur e passará amanhã por cirurgia.

Aos policiais que a interrogaram e médicos que prestaram atendimento, Maiolo disse que não tinha a intenção de ferir o Papa, mas apenas de tocá-lo. O Vaticano, porém, informou que ela demonstrou sinais de "instabilidade psicológica".

A imprensa suíça informou que Maiolo é natural da comuna de Frauenfeld, capital do cantão da Turgóvia, onde vivem 20 mil habitantes, e já passou dois anos internada em um centro psiquiátrico.

O diretor da comunidade psiquiátrica Wohngruppe Kanzler, situada em Frauenfeld, Rolf Kessler, disse estar "chocado e consternado" com o tumulto causado por ela.

- Vi pela internet as imagens da noite de Natal na Basílica de São Pedro e fiquei sem palavras - afirmou.

Segundo o médico, Susanna Maiolo deixou a comunidade psiquiátrica há um ano e meio e nunca causou problemas no período em que esteve internada.

Sobre os motivos que teriam levado a mulher, de 25 anos, a avançar sobre o Papa, o médico afirmou que sua fé "não é diferente da média, e certamente não tão forte para que seja considerada uma maníaca religiosa que poderia fazer um gesto desse".

Você é sensível ao seu próximo?

Luzia Santiago
030909

Precisamos ser sensíveis ao nosso próximo mais próximo. Às vezes, as pessoas com as quais convivemos estão sofrendo, estão tristes e desanimadas e não somos capazes de perceber isso, porque só pensamos em nós mesmos, em nossos problemas.
Sempre que olharmos para uma pessoa, olhemos pensando que ela precisa ser amada, que ela pode estar sofrendo muito e necessitando de ajuda. Isso vai nos ajudar a sair de nós mesmos e a nos assemelharmos a Jesus, que veio para servir e fazer o bem e nos convida a fazer o mesmo. Ninguém aparece na nossa vida à toa. Deus sempre tem um propósito quando põe alguém ao nosso lado.
Peçamos ao Senhor a graça de sermos sensíveis às pessoas que Ele colocar hoje em nossa vida.
Jesus, eu confio em Vós!

Evangelho do dia 27/12/2009

Domingo, 27 de Dezembro de 2009
Sagrada Família: Jesus, Maria, José

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

41Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, para a festa da Páscoa. 42Quando ele completou doze anos, subiram para a festa, como de costume. 43Passados os dias da Páscoa, começaram a viagem de volta, mas o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que seus pais o notassem. 44Pensando que ele estivesse na caravana, caminharam um dia inteiro. Depois começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. 45Não o tendo encontrado, voltaram para Jerusalém à sua procura. 46Três dias depois, o encontraram no Templo. Estava sentado no meio dos mestres, escutando e fazendo perguntas. 47Todos os que ouviam o menino estavam maravilhados com sua inteligência e suas respostas. 48Ao vê-lo, seus pais ficaram muito admirados e sua mãe lhe disse:
— “Meu filho, por que agiste assim conosco? Olha que teu pai e eu estávamos, angustiados, à tua procura”.
49Jesus respondeu:
— “Por que me procuráveis? Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?”
50Eles, porém, não compreenderam as palavras que lhes dissera.
51Jesus desceu então com seus pais para Nazaré, e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, conservava no coração todas estas coisas.
52E Jesus crescia em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e diante dos homens.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sábado, 26 de dezembro de 2009

PREVISÕES


MONGES TIBETANOS -  Embora cada ser humano em particular possa alterar o seu futuro pela ação do seu karma isso não quer dizer que possa fazer o mesmo em grande extensão.
A clarividência não é algo novo nos mosteiros tibetanos. Por milhares de anos, a clarividência, em meio a outras atividades espirituais, é parte dominante da cultura tibetana. O que alguns turistas hindus vieram aprender de alguns poucos mosteiros tibetanos sob o domínio chinês apresenta-se como algo fascinante e alarmante.

De acordo com esses turistas, os clarividentes tibetanos estão vendo as potências mundiais em rota de autodestruição. Eles também veem que o mundo não será destruído.

De agora até 2012 as superpotências mundiais seguirão engajadas em guerras regionais. Terrorismo e guerras disfarçadas serão o maior problema. Na esfera política, algo irá suceder em torno de 2010, quando então as potências mundiais ameaçarão se destruírem entre si. Entre 2010 e 2012 o mundo inteiro se polarizará e se preparará para o dia final. Pesadas manobras políticas e negociações terão lugar com poucos avanços.

Em 2012, o mundo começará a mergulhar numa guerra nuclear total. Então, algo notável irá acontecer, diz um monge budista do Tibete: intervenção de superpoderes divinos porque o destino do mundo não é a sua destruição total.

A interpretação científica para as previsões do monge torna evidente que forças extraterrestres vigiam cada um de nossos passos. Eles intervirão e nos salvarão da autodestruição.

Quando perguntados sobre as recentes aparições de OVNIs na Índia e na China, os monges sorriram e disseram que os poderes divinos têm cuidado de todos nós. A humanidade não pode nem terá capacidade de alterar o destino do mundo em tal extensão..

Embora cada ser humano em particular possa alterar o seu futuro pela ação do seu karma isso não quer dizer que possa fazer o mesmo em grande extensão.

Os monges disseram ainda que depois de 2012 a atual civilização irá compreender que a fronteira final da ciência e da tecnologia está na espiritualidade e não no terreno da física e da química.

Depois de 2012 a tecnologia tomará um outro rumo. As pessoas irão aprender a essência da espiritualidade, a relação entre corpo e alma, a reencarnação e a realidade de que todos estamos conectados com Deus.

Na Índia e na China as aparições de OVNIs têm aumentado muito. Muitos dizem que os governos chinês e indiano estão sendo contatados pelos extraterrestres.

Nos últimos dias a maior parte das atividades dos OVNIs ocorreram naqueles países que desenvolveram indiscutível capacidade nuclear.

Quando perguntados sobre se essa vontade extraterrestre irá aparecer em 2012, a resposta dos monges tem sido que "eles se mostrarão de tal forma que ninguém irá perceber". Se mostrarão somente se não houver alternativa.
A medida que nossa ciência e nossa tecnologia avançarem estaremos destinados a vê-los e a interagir com eles.

Ainda de acordo com os clarividentes, nosso planeta é abençoado, e vem sendo salvo permanentemente de todos os perigos, mesmo sem sabermos. À medida que avançarmos perceberemos como os poderes externos nos têm protegido.

Fonte: Indiadaily.com

Sublime estrela

Chegou ao mundo nos braços de uma tecelã e de um modesto carpinteiro, cercado pela moldura da natureza em festa.

Comunidade News

A Sua vida se desenvolveu, desde cedo, demonstrando a que viera, quando dialogou com os doutores do templo, aos 12 anos de idade, conforme rezam as tradições.
Conviveu com todos os tipos de criaturas, exaltando a simplicidade e a alegria de viver, a fidelidade ao bem e a fraternidade, a responsabilidade nos atos e o amor.

Falou sobre o bem, sentindo-o.
Ensinou o bem, vivenciando-o e a ele se entregando.
Passou pela Terra como a brisa que sopra na primavera, deixando o aroma da Sua passagem, numa verdadeira floração de bênçãos variadas.
Esteve no mundo como um marco de permanente esperança, insuflando coragem nas almas aterradas de pavor ante as próprias deficiências.
Viveu no planeta entre a luz do Céu e as almas nebulosas da Terra, buscando levantar o coração humano para as altitudes felizes, onde vibram os seres angélicos dos quais Ele fazia parte.
Aquilo que afirmou como fundamental à alegria e à paz tratou de expressar em sua vida, na condição de modelo e guia de todos nós, por isso nos amou e por nós deu a própria vida.
Atendeu às necessidades das almas enfermas que o buscaram; ofereceu a água fresca da sua dedicação, a fim de que quem dela bebesse não mais tivesse sede.

Saciou a fome de entendimento, de conhecimento e de carinho, tudo havendo transformado no sublime pão da vida; apresentou-se atencioso e verdadeiro para com seus discípulos, ajustado à posição de mestre inigualável.

Jesus trouxe os matizes da lei que a todos alcança, sem choques essenciais com as demais vertentes do pensamento humano.
Somente Jesus cristo conseguiu ensinar e exemplificar com seu viver as lições que nos passou.
E se ainda hoje nos vemos envoltos nessas ondas de felicidade, é porque o Senhor de Nazaré, essa Sublime Estrela, continua a nos mostrar o caminho, a verdade e a vida.

Em Suas doces palavras encontramos alívio para nossa alma dorida, sofrida, desalentada...
Hoje, mesmo tendo se passado mais de dois milênios, ainda buscamos o Seu olhar de ternura, como o fizeram Maria de Magdala, Judas, a mulher samaritana, Pedro, e sempre encontramos aconchego no Seu abraço de luz.

Afinal, foi Ele mesmo que assegurou: “Aquele que vir a mim, nunca lançarei fora.”
Jesus é o mesmo, ontem, hoje e por toda a eternidade.
Como irmão maior, ele assumiu o compromisso, junto ao Pai, de conduzir as ovelhas de volta ao redil, e o fará.
Ainda que passem os séculos, ainda que a esperança esteja distante, ainda que tudo pareça irremediavelmente perdido, Sua voz jamais se cala: “Vinde a mim todos vós que estais sobrecarregados, e eu vos aliviarei.”

***
Jesus é a Sublime Estrela que passou pela Terra como a brisa que sopra na primavera, deixando o aroma da sua passagem numa verdadeira floração de bênçãos variadas.
Não se deixe caminhar na escuridão, busque a Sua luz para lhe orientar os passos, e siga confiante.


Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Alma e Luz. Ditado pelo Espírito Emmanuel. 1 edição. Araras, SP: IDE. 1990.

Onde há destruição, proclame a salvação!

Luzia Santiago
020909

O inimigo de Deus não quer que invoquemos com confiança o socorro de Nosso Senhor Jesus Cristo, por isso, tenta nos atormentar de todas as formas para que nos desesperemos e percamos a fé. Por essa razão, temos de insistir na oração.
Onde há doença, morte e destruição, proclame a libertação, a cura e a salvação! Mesmo que você não compreenda, Deus realiza tudo no devido tempo d’Ele.
E mesmo que constantemente você ouça que não há solução para o seu caso, afirme com fé: Creio que para Deus tudo é possível; Ele se incumbirá de transformar todas as situações em bem!
A oração precisa brotar do fundo do nosso coração, ainda que estejamos tristes, angustiados e desesperados. Meu irmão, não desperdice a dor e o sofrimento, aproveite todas as suas lágrimas oferecendo tudo ao Senhor para a sua salvação e para a dos seus!
Proclame com fé: Jesus, eu confio em Vós!

Evangelho do dia 26/12/2009

Sábado, 26 de Dezembro de 2009
Santo Estêvão, o Primeiro Mártir

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: 17“Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. 18Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. 19Quando vos entregarem, não fiqueis preo­cupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. 20Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós. 21O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22Vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Dia do Natal foi escolhido pela igreja para celebrar nascimento de Cristo

25/12/09 - 06h30 - Atualizado em 25/12/09 - 06h30


Data é mais importante do ano para cristãos.
Troca de presentes virou símbolo do Natal.
G1

Em todo o mundo, o dia 25 de dezembro é celebrado como um feriado religioso e também como um fenômeno comercial e cultural. Há 2.009 anos a humanidade relembra a data do nascimento de Jesus Cristo com rituais que se transformaram no Natal que hoje conhecemos: troca de presentes, missas, celebração com a família e, claro, a chegada do Papai Noel.

Leia também: Papai Noel antigo era bispo e distribuía dinheiro aos pobres

Antes da existência de Jesus, povos antigos costumavam comemorar a troca de estações. A data do nascimento de Jesus é incerta e não mencionada no Novo Testamento. Acredita-se que a escolha da data foi feita por volta do século III e ocorreu em função de um feriado da Roma Antiga que celebrava o solstício de inverno.

Foto: Filippo Monteforte/AFP

Pedestres observam árvore de Natal iluminada em Roma, na Itália (Foto: Filippo Monteforte/AFP)


No princípio do cristianismo, o Natal não era o feriado religioso mais popular. A Páscoa, sim, era considerada a data mais importante em função da morte ser vista como o símbolo de 'mártir'. Com o tempo, o Natal foi ganhando toques da tradição pagã e ficando conhecido e celebrado.

No século XVII, o protestantismo tentou desviar o foco natalino e em algumas regiões ficou proibida a comemoração.

Costumes modernos
O ritual de enfeitar árvores no Natal começou no Ocidente no século XV, com maças, que se tornaram mais tarde enfeites fabricados. A troca de presentes também data desta época.

O envio de cartões ocorreu mais tarde, na Inglaterra do século XIX. Já o Papai Noel como conhecemos hoje tem início em uma história antiga que ganhou novas e novas versões. Mitos e verdades se misturam na história de um bispo que se tornou santo.

Inspirador do Papai Noel, São Nicolau (Saint Nicholas, em inglês) era um homem simples, dedicado à religião, que nasceu em 280, na cidade de Patara, na Ásia menor (hoje Turquia). Quando seus pais morreram, ele distribuiu a herança entre os pobres, o que o tornou conhecido na região.

Também ficou famoso por ter ajudado a família de um nobre que entrou em falência. Em 988, Vladimir, o Grande, príncipe da Rússia, se converteu ao cristianismo e viajou a Constantinopla para ser batizado. Lá ele ouviu a história de São Nicolau e ficou tão impressionado que o nomeou padroeiro de toda a Rússia. As tradições e lendas começaram a se relacionar com histórias bíblicas.

Mulher que agrediu o papa Bento XVI é hospitalizada

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009, 07:57

Susanna Maiolo, de 25 anos e nacionalidade ítalo-suíça, sofre de problemas psíquicos, diz porta-voz do Vaticano
EFE


O papa, seguindo para o altar antes da agressão
Reuters/Max Rossi
O papa, seguindo para o altar antes da agressão
CIDADE DO VATICANO - A mulher que agrediu o papa Bento XVI, uma ítalo-suíça de 25 anos, foi hospitalizada e o cardeal que também foi atingido por ela terá que ser submetido a uma cirurgia, segundo informou nesta sexta, 25, o porta-voz do Vaticano Federico Lombardi.
Após o incidente, o padre Ciro Benedettini disse que o papa se levantou rapidamente e não sofreu nenhum ferimento. Bento XVI, 82, continuou calmamente o seu percurso até o altar e deu início à Missa do Galo. O papa quebrou a tradição este ano e celebrou a missa antes da meia-noite, segundo informou o Vaticano, em razão de sua idade avançada.

Bento XVI está "bem" e vai pronunciar hoje a Mensagem de Natal e dará a bênção Urbi et Orbi, ao meio-dia do balcão da Basílica que dá para a Praça São Pedro, como estava previsto, assegurou o porta-voz. O papa sofreu uma queda na noite de quinta, 24, quando uma mulher pulou as barreiras que o separavam dos fiéis e o agarrou, fazendo-o perder o equilíbrio.

"Vocês poderão ver que o Sumo Pontífice está bem", acrescentou, ao recordar que a bênção é pronunciada em cerca de sessenta línguas. "O que aconteceu não é o fim do mundo, comentou, ao referir-se à agressão.

A mulher, que foi identificada como Susanna Maiolo, de 25 anos e nacionalidade ítalo-suiça, foi internada em um hospital pois sofre de problemas psíquicos, disse Lombardi.

No incidente também caiu no chão o cardeal francês Roger Etchegaray, de 87 anos, que fazia parte da procissão, e que teve de ser hospitalizado na Policlínica Gemelli, de Roma.

O porta-voz do Vaticano disse hoje que o cardeal terá que ser operado do fêmur. Lombardi assegurou que as condições de Etchegaray são "boas".

Não espere que os outros mudem. Mude você!

Luzia Santiago
010909

Não deixe que a mágoa, a raiva, o ódio e o ressentimento cresçam e façam mal a você. Sabe como eu faço para isso não acontecer? Luto para não alimentar o mal. Clamo pelo Sangue de Jesus constantemente, pelo poder das Suas cinco chagas sobre mim, pelas pessoas e situações.
É fundamental rezar intensamente por aqueles que nos agridem, pedindo a Deus que os abençoe. É importantíssimo abençoá-los e louvar por aquilo que essas pessoas são e representam. Os demais nem precisam perceber que estamos em oração, basta pedir a Deus a graça de olhar as pessoas nos olhos com os olhos d’Ele. Assim, o nosso coração ama e expressa amor.
Quando descobrimos qualidades nas pessoas, neutralizamos o mal, passamos a enxergá-las com outros olhos e o amor nos vence. De maneira alguma devemos ressaltar os defeitos de quem quer que seja, pois todos trazemos traços do rosto de Deus Pai. Precisamos ressaltar o bem no outro.
Nunca espere que os outros mudem! Mude você! Ao mudarmos para melhor, as coisas começam a se modificar dentro de nós e as pessoas à nossa volta também!.
Jesus, eu confio em Vós!

Evangelho do dia 25/12/2009

Sexta-Feira, 25 de Dezembro de 2009
Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo - Missa do Dia


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. 2No princípio estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela, e sem ela nada se fez de tudo que foi feito.
4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la. 6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano.
10A Palavra estava no mundo — e o mundo foi feito por meio dela — mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram.
12Mas, a todos que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornarem filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue nem da vontade da carne nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo.
14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho unigênito, cheio de graça e de verdade. 15Dele, João dá testemunho, clamando: “Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim”. 16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo. 18A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

PODEMOS CONSTRUIR UM AMOR ?

Carla Coimbra 24/12/2009


Ouvi essa frase num último capítulo de novela, e tenho que concordar com a autora: sim, é possível construir um amor. Nem sempre o amor deriva de uma grande paixão, um encontro inesperado, um amor à primeira vista.

Por vezes, ele vem de uma amizade, da convivência do que se constrói a dois no dia a dia. E, ainda que para muitos isso possa parecer estranho, sim, acontece! Então, todos aqueles que estão aí sentados, à espera de príncipes e princesas, talvez já tenham o amor da sua vida ao seu lado. E para reconhecê-lo basta abrir-se e abrir os olhos...

É incrível como essa situação é verdadeira. Quantos de nós já não se deparou com uma história parecida? Uma história de amor que começa, assim, de mansinho. Vai se instalando, chegando e, de repente estamos lá apaixonados e totalmente envolvidos com a situação.

Então, amor é isso! É querer estar com aquele alguém do seu lado. Abraçar por que faz bem. Estar por que se leva a sério. É querer construir um algo a mais, diferente, especial , único. Uma relação de amor com base na integridade, na lealdade, na intimidade.

Escolha
O mais difícil é perceber quando estamos entrando nessa relação - quando escolhemos estar em sintonia com o outro. Sim, amar é uma escolha. Uma escolha que fazemos todos os dias. E que deve mesmo ser renovada todo o tempo.

Sendo uma escolha nossa não deve ter qualquer cobrança, qualquer expectativa para que aconteça na mesma proporção dos dois lados. Afinal, conquistar um amor todos os dias é mesmo para poucos. É para aqueles que têm atitude e determinação. Para aqueles que ainda conseguem sonhar acordados...

Infelizmente, ou como diria um amigo, é também da vida que algumas relações morram ao longo do tempo. Às vezes, estamos tão ensimesmados, tão preocupados com nosso próprio umbigo que descuidamos do amor. Não regamos, não colocamos água, alimento, não olhamos, estamos muito ocupados com nossas questões. Então a relação acaba. E com ela a construção de qualquer possibilidade e relacionamento, de vínculo.

De novo: sim, amor se constrói todos os dias. Ele chega num sorriso, num abraço, num beijo demorado, num não sei o quê - que transforma tudo o que toca. Talvez por isso seja tão bom "fim de novela". Fica sempre a esperança de que amar vale a pena. De que viver é mesmo um milagre e de que a relação possa mesmo ser vista como um algo sagrado. Uma dádiva.

Saber-se nesse contexto só nos remete a uma possibilidade: agradecer, confiar e aceitar que o melhor é o que temos. O que estamos vivendo. A vida pode ser sempre melhor e será à medida que possamos compreender que o que conta é o momento o aqui e agora... O resto, bem, o resto é só movimento...

A fábula do Porco-espinho

Para refletir


Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio. Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos, assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente, mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor.
Por isso decidiram se afastar uns dos outros e voltaram a morrer congelados, então precisavam fazer uma escolha:
Ou desapareceriam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros.

Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos.
Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor do outro.
E assim sobreviveram.


Moral da História

O melhor do relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, e admirar suas qualidades.

GRATIDÃO

Departamento de Reconhecimento:


Sonhei que fui ao Céu e um anjo me mostrava às diversas áreas lá existentes.
Andamos até que entramos numa sala de trabalho cheia de anjos.
Meu anjo-guia parou frente do primeiro departamento e disse:
- Esta é a Seção de Recepção. Aqui, são recebidas as orações com petições a Deus.
Olhei em volta da área e vi que ela estava tremendamente ocupada com um montão de anjos, pondo em ordem pedidos escritos em volumosas folhas de papel e em bilhetes escritos por pessoas de todo o mundo. Seguimos então adiante, por um longo corredor, até que chegamos à segunda seção.
O anjo disse:
- Esta é a área de Embalagem e Entrega. Aqui, as graças e bênçãos solicitadas são processadas e entregues às pessoas vivas que as pediram.
Notei outra vez como estavam todos ocupados ali.
Havia muitos anjos trabalhando intensamente nessa área, que tantas bênçãos têm sido solicitadas. Elas estavam sendo empacotadas para entrega na Terra.
Finalmente, lá no fim do longo corredor, paramos na porta de uma área muito pequena.
Para minha grande surpresa, só um anjo estava sentado ali,desocupado, não fazendo nada.
- Esta é a Seção de Reconhecimento - disse-me calmamente meu amigo que pareceu embaraçado.
- Como é isso? Não há nenhum trabalho acontecendo por aqui?
- perguntei.
- É tão triste. - O anjo suspirou. Depois que as pessoas recebem as bênçãos que pediram, poucos enviam confirmação de reconhecimento.
- E como se confirma que recebemos as bênçãos de Deus? - Perguntei - Simples. - O anjo respondeu - Basta dizer, Grato, Senhor.
- E quais bênçãos devem ser reconhecidas? - Perguntei.
Respondeu-me:
1. Se tiver alimento em sua geladeira, roupas nas suas costas, um teto sobre sua cabeça e um lugar para dormir... Você é mais rico que 75% dos moradores deste mundo;
2. Se você tem dinheiro no banco, em sua carteira e algumas moedas sobrando em casa, você está entre os 8% mais bem sucedidos do mundo!
3. E se tem seu próprio computador, você é parte do 1% do mundo que tem essa oportunidade;
4. Mas também... Se você acordou hoje de manhã com mais saúde que doença.
Você é mais abençoado que os muitos que nem sequer sobreviverão a este dia;
5. Se você nunca experimentou o temor da batalha, a solidão da prisão, a agonia da tortura, nem as dores de sofrimento de fome... Você está à frente de 700 milhões de pessoas no mundo;
6. Se puder ir a uma igreja, Mesquita ou Sinagoga, sem o temor de apanhar,de ser preso, torturado ou sem medo da morte...Você é abençoado e invejado por mais de três bilhões de pessoas, que não podem reunir-se com outros de sua fé;
7. Se seus pais ainda estão vivos e casados, você é uma raridade;
8. Se você pode manter sua cabeça erguida e pode sorrir, você não é anormal,
você é um raro exemplo a tantos que estão em dúvida e em desespero;
- Bem, e agora? Como posso começar?

Olhemos para este dia com um novo olhar

3108091

Desde cedo o Senhor nos permite experimentar o Seu amor, o qual se renova por cada um de nós a cada manhã que desperta.
Como é maravilhoso começar um novo dia de maneira nova e alegre, com o coração aberto às novidades próprias reservadas pelo céu para nós. Se observarmos, veremos que logo cedo a natureza percebe esse dinamismo rejubilando-se, como diz o Salmo: “O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas” (Salmo 95, 11-12).
Se olharmos para o céu todos os dias, veremos que ele está sempre com uma nova paisagem, com cores diferentes, porque em Deus tudo se renova. Se a natureza vive dessa forma, muito mais nós devemos fazê-lo porque fomos criados à imagem e semelhança de Deus.
Peçamos ao Senhor que nos conceda a graça de enxergarmos e experimentarmos as novidades que Ele reservou para nós neste dia de hoje e de nos entusiasmarmos com cada uma delas.
Jesus, eu confio em Vós!

Evangelho do dia 24/12/2009

Quinta-Feira, 24 de Dezembro de 2009
Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo - Missa da Noite


— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

1Aconteceu que, naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recensea­mento de toda a terra.
2Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria.
3Todos iam registrar-se cada um na sua cidade natal.
4Por ser da família e descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galileia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judeia, 5para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
6Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, 7e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria.
8Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do seu rebanho.
9Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. 10O anjo, porém, disse aos pastores: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: 11Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor. 12Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura”.
13E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da coorte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: 14“Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

O cheque escondido


Era um vez um rapaz que ia muito mal na escola.
Suas notas e comportamento eram uma decepção para seus pais que, como bons cristãos sonhavam em vê-lo formado e bem sucedido.

Um belo dia, o bom pai lhe propôs um acordo: se você, meu filho, mudar de comportamento, se dedicar aos estudos e conseguir ser aprovado no vestibular para a universidade de medicina, lhe darei então um carro de presente.

Por causa do carro, o rapaz mudou da água para o vinho. Passou a estudar como nunca e a Ter um comportamento exemplar. O pai estava feliz, mas tinha uma preocupação. Sabia que a mudança do rapaz não era fruto de uma conversão sincera, mas apenas do interesse em obter o automóvel. Isso era mau!

Assim, o grande dia chegou! Fora aprovado para o curso de medicina! Como havia prometido, o pai convidou a família e os amigos para uma festa de comemoração.
O rapaz tinha por certo que na festa o pai lhe daria o automóvel.

Quando pediu a palavra, o pai elogiou o resultado obtido pelo filho e lhe passou as mãos uma caixa de presente.
Crendo que ali estavam as chaves do carro, o rapaz abriu emocionado o pacote. Para sua surpresa era uma bíblia.

O rapaz ficou visivelmente decepcionado e nada disse. A partir daquele dia o silêncio e distância separavam pai e filho. O jovem se sentia traído e, agora, lutava para ser independente.

Deixou a casa dos pais e foi morar no Campus da Universidade.
Raramente mandava notícias a família. O tempo passou, ele se formou, conseguiu um emprego em um bom hospital e se esqueceu completamente do pai.

Todas as tentativas do pai para reatar os laços foram em vão. Até que um dia o velho, muito triste com a situação, adoeceu e não resistiu, faleceu. No enterro, a mãe entregou ao filho, indiferente, a bíblia que teria sido o último presente do pai e que havia sido deixada para trás.
De volta a sua casa, o rapaz, que nunca perdoara o pai, quando colocou o livro
numa estante, notou que havia um envelope dentro dele. Ao abri-lo, encontrou uma carta e um cheque. A carta dizia:
"Meu querido filho, sei o quanto você deseja ter um carro, eu prometi e aqui está o cheque para que você escolha aquele carro que lhe agradar. No entanto, fiz questão de lhe dar um presente ainda melhor, a Bíblia Sagrada. Nela aprenderás o amor de Deus e a fazer o bem, não pelo prazer da recompensa, mas pela gratidão e pelo dever de consciência".

Corroído de remorso, o filho caiu em profundo pranto. Como é triste a vida dos que não sabem perdoar. Isso leva a erros terríveis e a um fim ainda pior.
Antes que seja tarde, perdoe aquele a quem você pensa ter lhe feito mal. Talvez se olhar com cuidado, verá que há também um "cheque escondido" em todas as
diversidades da vida.
Autor Desconhecido

Oi, Jesus, Eu Sou o Zé

www.reflexao.com.br





Cada dia, ao meio dia, um pobre velho entrava na igreja e, poucos minutos depois, saía. Um dia, o sacristão lhe perguntou o que fazia, pois havia objetos de valor na igreja.

Venho rezar, respondeu o velho.

Mas é estranho, disse o sacristão, que você consiga rezar tão depressa.

Bem, retrucou o velho, eu não sei rezar aquelas orações compridas. Mas todo dia, ao meio dia, eu entro na igreja e falo: "Oi, Jesus, eu sou o Zé, vim Lhe visitar".

Num minuto, já estou de saída. É só uma oraçãozinha, mas tenho certeza que Ele me ouve.

Alguns dias depois, Zé sofreu um acidente e foi internado num hospital. Na enfermaria, passou a exercer grande influência sobre todos.

Os doentes mais tristes tornaram-se alegres e, naquele ambiente onde antes só se ouviam lamentos, agora muitos risos passaram a ser ouvidos.

Um dia, a freira responsável pela enfermaria aproximou-se do Zé e comentou: os outros doentes dizem que você está sempre tão alegre, Zé...

O pobre enfermo respondeu prontamente: é verdade, irmã. Estou sempre muito alegre! E digo-lhe que é por causa daquela visita que recebo todos os dias. Ela me faz imensamente feliz.

A irmã ficou intrigada. Já tinha notado que a cadeira encostada na cama do Zé estava sempre vazia. Aquele velho era um solitário, sem ninguém.

Quem o visita? E a que horas? Perguntou-lhe.

Bem, irmã, todos os dias, ao meio dia, ele vem ficar ao pé da cama por alguns minutos, talvez segundos... Quando olho para Ele, Ele sorri e me diz: "Oi, Zé, eu sou Jesus, vim te visitar".

A história é singela e seu autor é desconhecido.

No entanto, o ensinamento que contém nos faz refletir profundamente.

Fala-nos da fé, da simplicidade, da dedicação e da perseverança.

Quem de nós dispõe, como o Zé, diariamente, de alguns minutos para falar com Jesus?

Muitos ainda confundimos a oração com um amontoado de palavras que vão saindo da boca, destituídas de sentimento e de humildade.

Quantos de nós temos tal perseverança, tanto nas horas de alegria quanto nas de dor, para elevar o pensamento a Jesus, confiando-lhe a nossa intimidade, com a certeza de que ele nos ouvirá?

A oração é uma ponte que se distende da alma opressa para que o alívio possa chegar.

"É o fio misterioso, que nos coloca em comunhão com as esferas divinas."

"É um bálsamo que cura nossas chagas interiores."

"É um templo, em cuja doce intimidade encontraremos paz e refúgio".

Enfim, "para as sombras da nossa alma, a oração será sempre libertadora alvorada, repleta de renovação e luz."

É importante que cultivemos a fé inabalável nas soberanas leis que regem a vida e das quais o Sublime Galileu nos trouxe notícias.

É preciso orar, ainda que a nossa oração seja singela, mas que seja movida pelo sentimento.

...............

"Orando, chegarás ao Senhor, que te deu, na prece, um meio seguro de comunicação com a infinita bondade de Deus, em cujo seio dessedentarás o espírito aflito..."

Boas Festas


Há pobreza de palavras, porque há pobreza de silêncio

Luzia Santiago
280809g

“Precisamos ser prontos para escutar e lentos no falar” (Tiago 1,19b). Quando aprendemos a escutar, evitamos o mal-entendido e adquirimos o autodomínio, porque temos mais tempo para pensar, rezar e responder coerentemente, evitando julgar pelas aparências e ser grosseiros ou inconvenientes com as pessoas.
O Santo Padre Pio dizia: “Quem fala, semeia; quem escuta, colhe”.
O verdadeiro silêncio é aquele que nos coloca diante de Deus. Essa experiência enriquece os nossos valores, reflexões, sentimentos e ideias, e mais: no íntimo da alma formam-se as convicções e enraízam-se as virtudes. Dessa forma, as linhas mestras da luta pessoal por melhorarmos a cada dia um pouco mais vão sendo formadas.
Temos o hábito de falar muito e quase não sabemos escutar. Há pobreza de palavras, porque há pobreza de silêncio. Só teremos condições de responder com prontidão, justiça e amor a Deus e aos irmãos se nos exercitarmos no dom da escuta.
“O Senhor veio, pôs-se junto dele e chamou-o como das outras vezes: Samuel! Samuel! E ele respondeu: Fala, que teu servo escuta” (I Samuel 3,10).
Peçamos, hoje, ao Senhor, que nos ensine a silenciar, para que possamos ouvir a Sua voz, a exemplo do Profeta Samuel.
Peçamos a Nossa Senhora, a Virgem do silêncio, que nos ensine a escutar os nossos irmãos e a voz de Deus.
Jesus, eu confio em Vós!

Evangelho do dia 23/12/2009

Quarta-Feira, 23 de Dezembro de 2009
4ª Semana do Advento

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

57Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. 58Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel, e alegraram-se com ela. 59No oitavo dia foram circuncidar o menino, e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 60A mãe porém disse: “Não! Ele vai chamar--se João”. 61Os outros disseram: “Não existe nenhum parente teu com esse nome!” 62Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse.
63Zacarias pediu uma ta­bui­nha, e escreveu: “João é o seu nome”. 64No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. 65Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judeia. 66E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando: “O que virá a ser este menino?” De fato, a mão do Senhor estava com ele.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

A VIBRAÇÃO DE 2010 NA NUMEROLOGIA


Interplanetary Santa, by ... Marisa Donald


O ano de 2010 será regido pelo número 3 que simboliza a expansão com o meio que interagimos, dinamismo da personalidade particular. O que brotou no passado agora trará frutos maduros, gerando boas soluções, desde que acredite em si mesmo, nos seus potenciais, porque para que possamos expandir, primeiramente devemos crer que somos capazes através de nossos talentos, dons ou gifts.



O Novo só entra através da alegria, da beleza, do florescimento e da gratidão.

Disposição para gozar a vida, boa entrada de dinheiro e reconhecimento pelos seus esforços do passado. Amigos, descoberta do seu próprio EU e muito senso de HUMOR estarão presentes, o ano todo. Não desperdice suas energias.

O três ( 3 ) também carrega uma energia mística de proteção espiritual muito forte. Como por exemplo o poder da Trindade, comum nos seguimentos religiosos. Poder da presença do Pai, Filho e do Espírito Santo. Na índia é simbolizado pelo mantra OM. Na Cabala, o Número 3 é correspondente a esfera da energia BINAH, quer dizer inteligência. Na geometria, o três compõe a figura do triângulo, que é perfeito, todos lados contém a mesma medida. No tarô é simbolizado pelo Arcano Maior A Imperatriz. Uma mulher de personalidade forte, inteligente, corajosa, protetora da família, fértil e também é capaz de produzir importantes transformações sociais. Neste caso, o seu intercâmbio e sua inteligência são fundamentais para o seu sucesso.

A energia vibratória do ano 3/2010 positiva não combina com depressão, pânico, mentira, superficialidade, debilidade mental e emocional. Busque sua essência divina já - para adentrar no ano de 2010 com alegria, fé, esperança, transformação interior baseado no amor incondicional, perdão incondicional e sabedoria quantica.

Como este é um momento de expansão, devemos perder a timidez e os receios. Investindo no crescimento pessoal e no auto conhecimento, poderemos melhorar a nossa evolução. Por ser um ano de grandes energias voltadas para o externo, devemos reservar momentos para a interiorização.

Mantenha seu espírito banhado com felicidade e confiança que são os ingredientes essenciais para manter o equilíbrio entre suas vontades e suas realizações.
Terapeuta Holística, atuando com a Numerologia, Tarot Egípcio, Reiki, Radiestesia e Radionica, e outras ferramentas. Ministrante de vários cursos - vide site www.agarta.com.br

E-mail: gerenstadt@terra.com.br
Visite o Site do autor

Feliz Natal

Neste Natal




Aonde há amor,há luz para iluminar a noite da tristeza. Aonde há amor, haverá a promessa de que a paz estará sempre presente.
NATAL feliz é aquele que a gente divide com quem ama.

Natal - O Melhor Presente!


Era véspera de Natal quando uma garotinha de 10 anos entrou na joalheria e pediu com os olhinhos brilhando de emoção para ver um colar azul que estava na vitrine. O dono da loja, desconfiado, mostrou o colar à menina.

- É para minha irmã mais velha, quero dar para ela o melhor presente que eu possa comprar, sabe, desde que minha mãe morreu é ela quem cuida de mim. Ela é muito boa e eu quero dar um presente lindo, como esse colar.

O dono da loja, novamente desconfiado, perguntou:

- Quanto dinheiro você tem?

A menina mostrou um lencinho e dentro tinha dez reais em moedas. E a menina perguntou:

- Isso dá? Quero que o senhor faça o melhor embrulho que puder. O mais bonito!

O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em uma caixa bem bonita, embrulhou, fez um caprichado laço de fita e disse à menina:

- Tome! Leve com cuidado para não perder.

E a menina saiu feliz saltitando pela rua. Quando chegou a noite de Natal, alguns minutos antes da loja fechar, já era tarde e as vendas tinham sido ótimas, entra na loja uma linda moça de uns 18 anos, e pergunta:

- Este colar foi comprado aqui?

- Sim, senhorita, respondeu o dono da loja.

- E quanto custou?

- Ah! Falou o dono da loja - o preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o cliente.

E a moça continuou:

- Mas minha irmãzinha não tinha dinheiro para comprar este colar. Eu sei que ela não tinha mais do que R$10,00.

O homem tomou o colar, refez o embrulho, colocou a fita e devolveu-o à moça dizendo:

- Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa poderia pagar. Ela deu tudo o que tinha!

O silêncio encheu a pequena joalheria e duas lágrimas rolaram pela face emocionada da jovem enquanto suas mãos pegavam o embrulho...

Esta história toca o coração pela doçura, amor, carinho e honestidade dos personagens.

Que neste Natal e sempre, nossos corações se encham de amor, e que, como aquela menina, possamos dar tudo que temos para ver feliz o nosso próximo, sem poupar esforços para ajudar os outros.

Que Deus dê a todos um Feliz Natal e Um Ano de 2.010 cheio de saúde, sabedoria e paz!

Santa Francisca Xavier Cabrini


22 de dezembro


Filha de família pobre, cresceu em meio à miséria que pairava, em meados do século XIX, no norte da Itália. Franzina, de saúde fraca, não conseguiu ser aceita nos conventos. Apesar disso, era dona de uma alma grandiosa, digna de figurar entre os santos. Assim pode ser definida santa Francisca Cabrini, com sua vida voltada somente para a caridade e o bem do próximo.

Francisca Cabrini foi a penúltima de quinze filhos de Antônio e Estela, camponeses muito pobres na pequena Santo Ângelo Lodigiano, região da Lombardia. Nascida em 15 de julho de 1850, desde pequena se entusiasmava ao ler a vida dos santos. A preferida era a de são Francisco Xavier, a quem venerou tanto que assumiu seu sobrenome, se auto-intitulando Xavier. Sua infância e adolescência foram tristes e simples, cheia de sacrifícios e pesares.

Francisca, porém, gostava tanto de ler e se aplicava de tal forma nos estudos que seus pais fizeram o possível para que ela pudesse tornar-se professora.

Mal se viu formada, porém, encontrou-se órfã. No prazo de um ano perdeu o pai e a mãe. Enquanto lecionava e atuava em obras de caridade em sua cidade, acalentava o sonho de entregar-se de vez à vida religiosa. Aos poucos, foi criando coragem e, por fim, pediu admissão em dois conventos, mas não foi aceita em nenhum. A causa era a sua fragilidade física. Mas também influiu a displicência e o egoísmo do padre da paróquia, que a queria trabalhando junto dele nas obras de caridade da comunidade.

Francisca, embora decepcionada, nunca desistiu do sonho. Passado o tempo, quando já tinha trinta anos de idade, desabafou com um bispo o quanto desejava abraçar uma obra missionária e esse a aconselhou: "Quer ser missionária? Pois se não existe ainda um instituto feminino para esse fim, funde um". Foi, exatamente, o que ela fez.

Com o auxílio do vigário, em 1877 fundou o Instituto das Irmãs Missionárias do Sagrado Coração de Jesus, que colocou sob a proteção de são Francisco Xavier. Ainda: obteve o apoio do papa Leão XIII, que apontou o alvo para as missões de Francisca: "O Ocidente, não o Oriente, como fez são Francisco". Era o período das grandes migrações rumo às Américas por causa das guerras que assolavam a Itália. As pessoas chegavam aos cais do Novo Mundo desorientadas, necessitadas de apoio, solidariedade e, sobretudo, orientação espiritual. Francisca preparou missionárias dispostas e plenas de fé, como ela, para acompanhar os imigrantes em sua nova jornada.

Tinham o objetivo de fundar, nas terras aonde chegavam, hospitais, asilos e escolas que lhes possibilitassem calor humano, amparo e conforto.

Em trinta anos de intensa atividade, Francisca Cabrini fundou sessenta e sete Casas na Itália, França e nas Américas, no Brasil inclusive. Mais de trinta vezes cruzou os oceanos aquela "pequena e fraca professora lombarda", que enfrentava, destemida, as autoridades políticas em defesa dos direitos de seus imigrantes nos novos lares.

Madre Cabrini, como era popularmente chamada, morreu em Chicago, Estados Unidos, em 22 de dezembro de 1917. Solenemente, seu corpo foi transportado para New York, onde o sepultaram na capela anexa à Escola Madre Cabrini, para ficar mais próxima dos imigrantes. Canonizada em 1946, santa Francisca Xavier Cabrini é festejada no mundo todo, no dia de sua morte, como padroeira dos imigrantes.